Os empreendedores do setor de bares e restaurantes sabem que o design do cardápio é um dos critérios mais importantes do negócio, e até pode ser chave para gerar aumento nas vendas no restaurante.

Veja algumas dicas para fazer um cardápio mais eficiente:

– Pratos caros devem ser apresentados com a melhor imagen no topo da lista. A imagem é influência na decisão.

– Evite usar cifrões ou o símbolo da moeda e use apenas os números redondos, sem a vírgula para centavos

– Descreva o prato, faça literatura, mesmo que seja churrasco com fritas, o qual poderia ficar mais ou menos assim “Bife magro, fresco, de 250 gramas, grelhado no ponto que você escolher, com batatas palito, fritas em óleo novinho, e sequinhas…”

– Coloque pratos com baixo, intermediário, alto e preços muito elevados. Por um efeito subconsciente vai conseguir aumento das vendas dos pratos com preços intermediário e alto.

– Na maioria dos casos, os preços são sempre dispostos em uma coluna à direita da descrição do prato. Coloque o valor logo depois da descrição do prato, na mesma linha, isso faz com que fique mais difícil fazer contas mentalmente

– Dar prioridade aos salgados, estes aumentam a sede de clientes e vendas de menu de bebidas.

– Uma das estratégias é colocar no topo da lista o prato mais caro. Desse modo, os seguintes causam a sensação de serem baratos. Se você quer aumentar as vendas de um determinado item mais lucrativo, coloque-o do lado direito do cardápio

– As cores têm um papel muito importante. Use cores que dão fome, como o vermelho, laranja e amarelo para o cardápio de comidas e cores como o azul, verde para o cardápio de bebidas.

– O uso de fotos em cardápios deve ser abordado sob uma ótica estratégica e funcional, além da estética. Elas devem ser profissionais, caso contrário, vão afastar o cliente ao invés de chamar a atenção.
Fontes: http://www.gestaoderestaurantes.com.br/