Os usuários da América Latina chegaram dos seus Blackberry devagar e agora estão à procura de novos horizontes. Embora tenha gerado muitos fãs no continente todo, a companhia canadense foi superada pelo sistema operativo da Microsoft, que lançou sua versão mobile no final de 2012.

Nem o el teclado QWERTY nem o BlackBerry Messenger permitiram a companhia reter os seus clientes e sua participação no tráfego mobile é cada vez menor, em torno do 3.31% segundo o Mapa da Colonização Mobile na América Latina

Blackberry tinha 79 milhões de usuários no final de 2012 mundialmente, mas no meio de 2013 caiu para 72 milhões. Na América Latina atualmente os usuários não curtem o negócio do PIN do BBM e procuram dispositivos que ofereçam diferentes aplicações.

Os países da América Latina mostram que o tráfego desde celulares Blackberry é muito fraco. No Brasil só alcançou  0,17%, no Chile 0,38% e na Argentina 3,12%.

Entre os países com maiores porcentagens achamos República Dominicana  11,56%Venezuela  10,56% e El Salvador 9,11%.

BlackBerry
República Dominicana

13,28%

Venezuela

12,42%

El Salvador

11,32%

Honduras

8,76%

Colômbia

8,22%

Equador

7,10%

Paraguai

6,36%

Nicaragua

4,85%

Guatemala

4,78%

Argentina

3,59%

Perú

2,42%

Panamá

2,16%

México

1,82%

Uruguai

1,79%

Bolívia

1,47%

Costa Rica

0,65%

Chile

0,42%

Porto Rico

0,21%

Brasil

0,19%